Somos um povo da floresta – Pelo fim do Desmatamento na Amazônia!

A cada dia, um texto (re)publicado, para quem ainda não conhece o conteúdo do Blog – Visitem, pesquisem, entendam. Façam algo por nossa Humanidade. 

   

Fomos um povo da Floresta.

Da floresta nascemos e quando terra brasilis foi descoberta, éramos um povo da Floresta. Com o passar dos séculos, esquecemos nossa vocação florestal e adaptamo-nos ao asfalto das cidades, aos prédios cinzas e às cortinas de fumaça das queimadas; à urgência de 507 anos, dos tesouros e riquezas, do poder que nunca tivemos porque éramos um povo da floresta e nenhum desse tesouros seria nosso. Por ganância vimos a Floresta Atlântica desaparecer, impassíveis, vimos o Cerrado quase sucumbir e por ignorar a riqueza e a complexidade de biomas únicos, vemos a Caatinga transformar-se num deserto. Somos um povo da floresta que não conhece suas florestas. Na Amazônia, fumaça e devastação.

No lugar de árvores, nós, o povo da floresta, plantamos…

gado

álcool

 soja

hidrelétricas

Fomos um povo da floresta e trocamos os tesouros da Terra por espelhos, contas, bugigangas. Recebemos imagens e demos em troca, a seiva, madeiras e patentes. Hoje não entramos mais na Mata.  E a mata já saiu de nós faz muitos anos. Aço, concreto, vidros, diamantes, contas de vidro e pequenos souvernirs produzidos em série, vendidos em praias, poluídas e polimerizadas. Somos o único povo da floresta, que é conhecido mundialmente por ter destruído as suas … Florestas e continuar desmatando insanamente a última e maior floresta do mundo. Somos o povo insano da floresta.

Fomos um povo da floresta que se deixou encantar por miçangas coloridas e pela promessa de ser um país de primeiro mundo. Estamos ao lado de países do primeiro mundo. Ao lado dos que mais poluiram o Planeta. Somos um país de civilizados à beira da extinção da civilização. Silvícolas, Civilis, sem Selva. Durante décadas, fomos adoradores de antenas e selvas de concreto.

O Código da Floresta feito para os povos da Floresta diz, entre outras coisas que:

“……………….

Art. 11 – O emprego de produtos florestais ou hulha como combustível obriga o uso de dispositivo, que impeça difusão de fagulhas suscetíveis de provocar incêndios, nas florestas e demais formas de vegetação marginal.

  …………

Art. 26 – Constituem contravenções penais, puníveis com três meses a um ano de prisão simples ou multa de uma a cem vezes o salário-mínimo mensal, do lugar e da data da infração ou ambas as penas cumulativamente:

 

a) destruir ou danificar a floresta considerada de preservação   permanente, mesmo que em formação, ou utilizá-la com infringência das normas estabelecidas ou previstas nesta Lei;

 

 

 

 

b) cortar árvores em florestas de preservação permanente, sem permissão da autoridade competente;

 

c) penetrar em floresta de preservação permanente conduzindo armas, substâncias ou instrumentos próprios para caça proibida ou para exploração de produtos ou sub-produtos florestais, sem estar munido de licença da autoridade competente;  

 

d) causar danos aos Parques Nacionais, Estaduais ou Municipais, bem como às Reservas Biológicas;

 

e) fazer fogo, por qualquer modo, em floresta e demais formas de vegetação, sem tomar as precauções adequadas;

 

 

f) fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e

demais formas de vegetação;

g) impedir ou dificultar a regeneração natural de florestas e demais formas de vegetação;

 

 

h) receber madeira, lenha, carvão e outros produtos procedentes de florestas, sem exigir a exibição de licença do vendedor, outorgada pela autoridade competente, e sem munir-se da via que deverá acompanhar o produto, até final beneficiamento;

 

 

i) transportar ou guardar madeiras, lenha, carvão e outros produtos procedentes de florestas, sem licença válida para todo o tempo da viagem ou do armazenamento, outorgada pela autoridade competente;

 

 

j) deixar de restituir à autoridade licenças extintas pelo decurso do prazo ou pela entrega ao consumidor dos produtos procedentes de florestas;

 

 

l) empregar, como combustível, produtos florestais ou hulha, sem uso de dispositivo que impeça a difusão de fagulhas, suscetíveis de provocar incêndios nas florestas;

 

Nossas estatísticas de povo da floresta, nos responsabilizam por dados assim:

Mata Atlântica – 92% destruída pela ocupação imobiliária irregular.

Cerrado – largos ecossistemas deram lugar à pecuária e à agricultura extensiva, como a soja, arroz e ao trigo. Resultado: 67% de áreas do Cerrado “altamente modificadas”, com voçorocas, assoreamento e envenenamento dos ecossistemas. Resta apenas 20% de área em estado conservado.

Caatinga –  A devastação da Caatinga, deve-se aos grandes latifúndios: desmatamento da vegetação nativa; controle dos recursos naturais por grandes grupos econômicos, com destaque para recursos hídricos, “plantação de gado”, salinização do solo por manejo inadequado dos recursos hídricos. Quanto mais espécies são retiradas do bioma, mais desprotegido o solo se torna à ação das chuvas fortes, radiação solar e ventos, promovendo a desertificação do solo.

Amazônia – Segundo o site SIGMA , que monitora constantemente incêndios e focos de incêndios, somos esse país aqui, no gráfico diário abaixo, com data atualizada, em relação aos países vizinhos:

 

Durante décadas a Amazônia foi transformada em cinzas, perfumes, medicamentos para exportação, móveis, pasto. A Amazônia é nossa!  gritam alguns, temerosos de que países de primeiro mundo (a saber, os Estados Unidos) decidam-se pela ‘internacionalização’ da Amazonia. Não sabem que a Floresta já foi internacionalizada há anos.  É preciso fazer o caminho de volta para cumprirmos nosso destimo e ser um povo da Floresta, ou seremos “ninguém”, num Planeta deserto e devastado, sem povos, nem florestas.

 Cláudia Costa – 

 

 

O que resta da Mata Atlântica

2 Respostas

  1. Excelente postagem!

  2. olá! Muito bom! Apenas solicito a gentileza de dar mais referências à imagem postada na matéria: uma breve legenda de crédito do autor, data etc! Ulizarei em prova de escola pública em sp. abração
    wiliam

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: