Seu Cardápio ajudando o Planeta!

Você chega em casa depois de um dia no trabalho e se prepara para fazer o jantar. Abre a geladeira e, de acordo com o cardápio, contribui ou não para o aquecimento global… 

Já pensou que a forma como você se alimenta também pode impactar o meio ambiente? Além dos Fast Foods que frequentamos durante o dia e que contribuem demais para o Aquecimento Global (afinal você já deve ter visto aqueles caminhões enormes, transportando freezers gigantescos que mantém fresquinhos o “hamburguer nosso de cada dia”, não é verdade? Então, além do combustível gasto em imensas rotas de distribuição, esse tipo de alimento (derivados de carne bovina) acabam causando um baita estrago na atmosfera.

Tudo bem, você não é chegado a carne, mas gosta de um queijinho importado ou um item que, para chegar à sua mesa, precisa atravessar o País ou até mesmo o continente? Talvez seja hora de pensar melhor em seus hábitos alimentares.

Não vá embora sem ler a matéria abaixo, ela pode te ajudar a pensar melhor sobre o assunto:

Consumir produtos regionais

 pode preservar o planeta

Vem da Itália mais uma iniciativa contra a poluição do planeta: o “menu a quilômetro zero”, selo dado a bares e restaurantes que servem pratos feitos apenas com produtos locais e da estação, produzidos a poucos quilômetros de distância. A idéia foi criada pela organização agrícola Coldiretti para conscientizar as pessoas de que o simples fato de comer também pode ajudar a poluir o meio ambiente. O objetivo é levar o cardápio de baixo impacto ambiental aos refeitórios de escolas, hospitais e órgãos públicos italianos. O transporte de produtos importados, de frutas exóticas e verduras fora da estação ­ em aviões, trens, caminhões e navios ­, aumenta muito a emissão de CO2 na atmosfera. A distância percorrida pelo alimento do campo até nosso prato é conhecida mundialmente como food miles e pode ser calculada. Apesar de não ser exata, dá uma idéia do estrago: na viagem de 1 quilo de cerejas argentinas até Roma, por exemplo, são percorridos 12 mil quilômetros e emitidos 16,2 quilos de CO2. E você não precisa esperar o selo chegar ao Brasil: na próxima vez que for ao supermercado, ao mercadinho da esquina ou à feira de rua, converse com o vendedor e descubra quais são os produtos da sua região ­ e dê preferência ao que foi plantado e colhido mais perto de você.

Descubra a distância percorrida pelos alimentos importados

O site canadense Lifecycles (www.lifecyclesproject.ca/initiatives/food_miles/) traz mais informações sobre Food miles e no site inglês Organiclinker (www.organiclinker.com/food-miles.cfm) é possível calcular a distância percorrida pelos alimentos importados. Apesar do cálculo ser feito em relação à Inglaterra, dá para ter uma noção do quanto viaja a nossa comida.

Elisa Correa

Fonte: Vida Simples

Dica: Procure saber o que sua região ou estado produz e busque consumir os produtos locais. Com certeza será tudo mais fresquinho e saudável e  você ainda vai estar contribuindo para diminuir o impacto ambiental.

2 Respostas

  1. legal,vai pro meu trabalho escolar

  2. Conteúdo excelente!
    A alimentação também pode ser uma grande aliada – ou vilã! – do meio ambiente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: